A última parada do Programa Trabalho, Justiça e Cidadania (TJC), este ano, foi no Ginásio de Limoeiro Arthur Correia de Oliveira, na tarde de segunda-feira (02.10), para uma roda de conversa entre juízes e estudantes, com um tema em destaque: inclusão social.  Os alunos apresentaram trabalhos enfocando a questão do preconceito contra as diferenças.

A partir da realidade escolar, os alunos do 9º ano falaram sobre os trabalhos de conclusão de curso, nos quais pesquisaram a segregação com deficientes físicos – mostrando a trajetória histórica do preconceito, até os dias atuais – com consultas à comunidade e até a cobrança de ações junto à Prefeitura de Limoeiro.

O presidente da Amatra VI, Adelmy Acioli, parabenizou a escola pela atuação crítica junto aos jovens, funcionando como agente transformador do cidadão e defendeu a necessidade do Estado concretizar políticas de acesso de todos à educação.  A coordenadora do TJC em Pernambuco, a juíza Márcia de Windsor, participou da visita e ressaltou o papel do Programa no fortalecimento da cidadania.  Também presente, a magistrada do trabalho Danielle Lira incentivou os estudantes a acreditarem no futuro, em suas possibilidades e não desistirem dos sonhos.

A coordenadora do TJC, Márcia de Windsor

Polêmicas – Outros temas polêmicos também foram abordados pelos alunos na roda de conversa, como aborto, gravidez na adolescência e trabalho infantil. O presidente da Amatra XIV(Rondônia e Acre), Antônio César Coelho – em visita a Pernambuco – prestigiou a visita à escola e falou sobre o único caminho para os jovens lidarem com todas essas questões: o conhecimento, a informação.

Os convidados foram recebidos com uma apresentação cultural e recepcionados pela equipe de professores, liderados pela gestora da escola, Maria Elizabete Barbosa.  Representantes da Secretaria de Educação (parceira da Amatra no TJC) também participou da visita, entre eles a coordenadora do TJC na Regional Vale do Capibaribe, Josemar Barbosa e a gestora da Regional Vale do Capibaribe, Edjane dos Santos. Presente também o diretor de Secretaria da 1ª Vara de Caruaru, Igor Brasilino.

Os alunos – Os trabalhos foram apresentados por duas equipes de estudantes: Vinícius Albuquerque, Haruynan Félix, Mateus, Marley, Valter e Tiago; e Laura Luanda, Rúbia, Maria Laura, Sara e Jéssica.

A última etapa do TJC 2017 será a culminância, com a apresentação dos trabalhos das oito escolas quer receberam o programa este ano, em data ainda a ser confirmada.

 

Confira as fotos no Flickr da Amatra VI