O aniversário de 46 anos da Amatra VI foi destacado pela presidente da entidade, quinta mulher a ocupar o cargo, a juíza Laura Botelho.

Confira a mensagem:

“A Amatra VI tem uma história de grande destaque no movimento associativo brasileiro, tendo atuado decisivamente em pautas essenciais para a construção do atual sistema, a exemplo do combate ao nepotismo, pelo fim da representação classista, além da inafastável defesa da autonomia, dignidade e independência da Justiça do Trabalho em Pernambuco.

Há 46 anos, a entidade representa suas associadas e associados, sem perder o olhar no necessário diálogo institucional, o qual envolve a administração do Tribunal, o Ministério Público do Trabalho, bem como as entidades representativas da classe serventuária e da advocacia trabalhista, cumprindo fielmente os objetivos estatutários, entre os quais se encontram a defesa dos direitos, prerrogativas e garantias da magistratura, bem como do próprio Estado Democrático de Direito.

A pandemia da Covid-19, deflagrada em março de 2020, impôs mudanças nas rotinas, com reuniões, lives e assembleias virtuais, cursos, eventos culturais a distância e acompanhamento de sessões administrativas de forma telepresencial. A entidade passou a se adaptar a esse novo cenário de isolamento social, sem deixar de trabalhar em prol da coletividade.

Como quinta mulher a ocupar a presidência da Amatra VI, homenageio todas e todos que me antecederam e que integraram as diretorias da associação, nessas mais de quatro décadas de trabalho e conquistas, nas pessoas das ex-presidentes Irene de Barros Queiroz (1986/1988), Ana Maria Schuler Gomes (1994/1996), Virgínia Lúcia de Sá Bahia (2008/2010) e Luciana Paula Conforti (2010/2012).

Para mim é uma honra participar dessa trajetória, inspirada pelos exemplos das pessoas que construíram a gloriosa história da Associação dos Magistrados da Justiça do Trabalho da 6ª Região.”