A Associação dos Magistrados do Trabalho da Sexta Região (Amatra VI) nasceu da necessidade de se criar um órgão de classe para que os juízes pudessem se reunir em torno de interesses comuns e cuidar das reivindicações da categoria. Em 4 de abril de 1975, foi realizada a reunião com objetivo de constituir a entidade.

Nesses 46 anos, o trabalho de defesa das prerrogativas da magistratura e da Justiça do Trabalho segue firme e é reconhecido em todo o país.

Veja alguns depoimentos parabenizando a Amatra VI:

“Atuar em prol do crescente prestígio da Justiça do Trabalho e pelo fortalecimento da Magistratura do Trabalhista. São desafios que se transformam em verdadeiras tarefas a serem cumpridas pelo coletivo representado pelo movimento associativo. Nos últimos 46 anos, esses objetivos têm sido muito bem desempenhado pela Amatra 6 (PE).  Neste dia simbólico, deixo aqui, em nome da Anamatra, todo o meu reconhecimento às magistradas e aos magistrados da 6ª Região e à Amatra 6 (PE) por fazerem toda diferença nesta trajetória de afirmação e de valorização. A defesa dos valores fundamentais do trabalho, da cidadania e do Estado Democrático de Direito é uma tarefa de todas e de todos. Parabéns, Amatra 6!”, Noemia Porto, presidente da Anamatra.

“Neste dia de celebração, devemos enaltecer a história de luta da Amatra VI pelos direitos dos magistrados e magistradas da Justiça do Trabalho de Pernambuco. A associação, uma das mais antigas de todo o país, tem papel fundamental nas conquistas de toda a classe.” Desembargadora Maria Clara Saboya, presidente do TRT6.

“O Ministério Público do Trabalho (MPT) em Pernambuco parabeniza, com muita alegria, a Associação dos Magistrados da Justiça do Trabalho da 6ª Região (Amatra6) pelo seu 46º aniversário. Como procuradora-chefe do órgão ministerial, tenho orgulho de todas as ações desenvolvidas em parceria com a instituição. Durante todo esse tempo, somos testemunhas do quanto a entidade atua arduamente na representação dos juízes do Trabalho de Pernambuco para garantir o fortalecimento da Justiça do Trabalho como um todo, promovendo, também, projetos sociais como o Programa Trabalho, Justiça e Cidadania, do qual o MPT em Pernambuco é parceiro. A Amatra6 é de suma importância não só para a magistratura, mas para toda a sociedade pernambucana, e nós da Procuradoria Regional do Trabalho da 6ª Região nos alegramos por mais um ano completo de sua existência.”, Ana Carolina Ribemboim, procuradora-chefe do Ministério Público do Trabalho (MPT) em Pernambuco

 

“Em 22 anos de advocacia eu sempre observei a importância da AMATRA no notável trabalho de união e de defesa das prerrogativas dos Magistrados, assim como no desenvolvimento de trabalhos sociais… Confesso que muito aprendo nesse exercício de observatório. Como OAB percebi, principalmente nos últimos anos, como é imprescindível uma AMATRA unida, pois muitas vezes tivemos que enfrentar imensos desafios, muito além da defesa da nossa Justiça do Trabalho e de todos os jurisdicionados, enfrentamos o medo de perder nossos amigos, colegas de trabalho,  família, e até mesmo a nossa própria vida… a pandemia avocou de nós dons surpreendentementes aptos ao enfrentamento dos novos tempos, e posso dizer que ambas as instituições obtiveram resultados positivos, nos quais estamos resilientemente vencendo essa triste passagem da história. Também preciso registrar a crescente comunicação entre as instituições OAB e AMATRA, e ouso dizer que não só a Advocacia e os Juizes ganharam, mas a sociedade em geral se fortalece e cresce através da excelente comunicação entre as instituições. Parabenizo em nome da presidente Laura Botelho, além da diretoria, todos os associados da AMATRA VI, tendo em vista o visível crescimento da associação, e não falo só em número de associados, mas principalmente em grau de importância e influência social.”, Marina Roma, Presidente da Comissão de Direito do Trabalho da OAB-PE