Em virtude do isolamento social decorrente da pandemia de Covid-19, a Amatra VI vem incorporando novos meios para a realização das suas atividades. Na segunda-feira (15.6), foi realizada Assembleia Geral Extraordinária (AGE) com a discussão de temas relevantes para a base de associados.

Dois assuntos foram debatidos e votados pelos associados e associadas presentes: a não apresentação de apelação no Mandado de Segurança 0825967-03.2019.4.05.8300, impetrado pela OAB/PE e AATP (o qual versa sobre o recurso bloqueado para aquisição do fórum da Capital), uma vez que não remanesce o interesse do grupo empresarial no prosseguimento do processo administrativo; e o não ajuizamento de ação para discutir a constitucionalidade, pela via difusa, das novas alíquotas progressivas da previdência, devendo ser centralizados os esforços, por ora, no acompanhamento, pela Anamatra, da ADIN 6255.